Notícia postada dia 31/05/2018 às 11h01

Festival Internacional de Cinema LGBTI

Em reconhecimento ao Mês Internacional do Orgulho LGBTI (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Pessoas Trans e Intersex) e dando continuidade às ações promovidas em Brasília para o Dia Internacional Contra a Homofobia, Transfobia e Bifobia em 17 de maio, missões diplomáticas em Brasília, e a Organização das Nações Unidas (ONU) no Brasil se unem outra vez para organizar a 3a edição do Festival Internacional de Cinema LGBTI.

 

A mostra, com 13 longas metragens de diversos países e 5 curtas da Campanha da ONU “Livres & Iguais”, acontecerá entre os dias 18 de junho e 24 de junho, no SESC Presidente Dutra, com entrada franca. Todos os filmes são legendados em Português.  O evento é coordenado pela Embaixada da Espanha e realizado em parceria com as embaixadas da Alemanha, Austrália, Bélgica, Dinamarca, Estados Unidos, Finlândia, França, Irlanda, Países Baixos, Reino Unido, Suécia e Uruguai. O Festival conta ainda com o apoio da ONU,  Brasília Orgulho, Instituto Cervantes e Todxs.

 

A seleção de filmes deste ano inclui 4 documentários e 9 filmes. Entre eles têm um especial destaque “Tom of Finland”, filme que abrirá o Festival e que conta a história do famoso artista homónimo, além de “Anders als die Andern” (Diferente dos Outros), um dos primeiros filmes alemães de temática homossexual.

 

Nessas duas décadas do século XXI, filmes com a temática LGBTI floresceram. Se, historicamente, o cinema de ficção associava pessoas LGBTI a personagens secundárias, com papéis veiculando clichês ou situações que não retratavam a realidade vivida por essas pessoas, as produções atuais refletem mudança notável na complexidade das personagens e na ambição dos filmes. Afinal, o cinema é um espelho que pode mudar o mundo.

 

Essa celebração dos direitos das pessoas LGBTI por meio do cinema ocorre em um contexto de aumento da violência e discriminação com fundo LGBTI-fóbico no Brasil. De acordo com dados da ONU, das 1.654 mortes de pessoas LGBTI reportadas na América Latina entre janeiro de 2008 e abril de 2016, o Brasil lidera o ranking com mais da metade das ocorrências. Além disso, há 1 morte a cada 19 horas (totalizando 445 em 2017, um aumento de 30% em relação a 2016), segundo a ONG Grupo Gay da Bahia (GGB).

 

Por meio da 3ª edição do Festival, as embaixadas e instituições participantes homenageiam os membros da comunidade LGBTI que morreram em decorrência de crimes de ódio ou de complicações relacionadas a doenças sexualmente transmissíveis e reafirmam o seu compromisso com a igualdade e a dignidade de todos os seres humanos, independentemente da sua orientação sexual, identidade de gênero e/ou status sexual.

 

Coordenação: Embaixada da Espanha

Produção: Embaixada da Alemanha, Embaixada da Austrália, Embaixada da Bélgica, Embaixada da Dinamarca, Embaixada dos Estados Unidos, Embaixada da da Finlândia, Embaixada da França, Embaixada da Irlanda, Embaixada dos Países Baixos, Embaixada do Reino Unido, Embaixada da Suécia e Embaixada da Uruguai.

Apoio: SESC, Campanha Livres& Iguais da ONU, Brasília Orgulho, Todxs, Instituto Cervantes e e Institut Français.

 

SERVIÇO:

Evento: 3º Festival Internacional de Cinema LGBTI

ENTRADA FRANCA

Data: 18 de junho a 24 de junho 2018

Local: SESC Presidente Dutra
(Edifício Presidente Dutra – Setor Comercial Sul, SHCS, Q. 2 – Asa Sul, Brasília, DF, 70317-800)

Confira a programação aqui